Siga-me no Twitter em @vascofurtado

terça-feira, 21 de outubro de 2008

Genialidade Grupal

Li recentemente Group Genius: the Creative Power of Collaboration (Grupo Gênio: a força creativa da colaboração) de Keith Sawyer. O livro trata de assuntos interessantíssimos e que estão fortemente ligados às minhas atividades atuais: criatividade, inovação e colaboração. De uma maneira geral, no entanto, me decepcionou pelo o que considero uma infeliz estratégia seguida pelo autor. Ele caiu na armadilha de dar receitas do que fazer e não fazer e assim dirigiu-se a um terreno arenoso de obra tipo auto-ajuda e que particularmente detesto. Principalmente quando se trata de assuntos que estão na fronteira do conhecimento, melhor deixar o leitor tirar suas conclusões do que ficar querendo propor receitas. Por esta razão não o estarei postando na coluna ao lado. No entanto, há muita coisa interessante no livro que em resumo busca quebrar certo estereotipo de que a criatividade e a inventividade vêm através de insights repentinos por indivíduos iluminados, isolados e mesmo alienados. Ao contrário, criatividade está mais ligada a trabalho em equipe, experiência com tentativa e erro e muita interação, quer seja diretamente com colegas, quer através de idéias que vão sendo gradativamente assimiladas e evoluídas. Quando o autor não está dando receitas de como ser criativo, a leitura flui agradavelmente muito em função das diferentes e interessantes experiências feitas por psicólogos cognitivos descritas no livro. Para relaxar, deixem-me exemplificar com dois testes realizados na década de 60 por psicólogos “Gestaltistas” (consideram que o pensamento e as percepções das pessoas não podem ser entendidos por análises de componentes individualizados, mas somente com a visão completa do todo). Eles fizeram vários testes em busca de entender o fenômeno “aha”ou “heureka” que caracteriza o momento do click, da descoberta, o chamado “cair a ficha”.
1º teste – Nove Pontos
Veja a figura abaixo. Tente conectar os nove pontos com quatro retas sem tirar a caneta do papel, nem passar duas vezes no mesmo caminho.


2º teste – Problema do Raio X
Suponha que você é um médico e tem um paciente com um tumor maligno no estômago. É impossível operá-lo, mas se o tumor não for destruído o paciente irá morrer. Existe um tipo de Raio X que pode ser usado para destruir o tumor. Se esse Raio X atingir o tumor todo de uma vez com uma intensidade alta o tumor será destruído. Infelizmente, com essa intensidade necessária o Raio X destruirá todo tecido de pele e nervoso que encontrar pela frente. Com uma intensidade baixa os tecidos não são destruídos mas o tumor não é destruído. Como fazer para não deixar o paciente morrer sem destruir seus tecidos nervoso e da pele?


Quem souber resolver, pode colocar as soluções nos comentários. Em alguns dias, farei alguns comentários sobre a dificuldade de se resolver esse tipo de problema (além de dizer a solução).

9 comentários:

Thiago Assunção disse...

Professor Vasco,

a resposta do primeiro teste:

* 7 * 14 *
1 8 15
6(D) 13(D)
* 5 * 12 *
2 9 16
4(D) 11(D)
* 3 * 10 *

Em que :

- Os números indicam a ordem de preenchimento do caminho
- D : diagonal

Thiago Assunção disse...

Professor Vasco,

Desenho final :

* ---- * ---- *
| (D) | (D) |
* ---- * ---- *
| (D) | (D) |
* ---- * ---- *

(D): diagonal

Anônimo disse...

1 2 3

4 5 6

7 8 9


Sequencia :
5->9->6->3->2->1->4->7->8->9

Thiago Assunção disse...

Tendo como base a representação do problema feita pelo "anônimo", a minha sequência ficou assim:

1->4->7->8->4->5->1->2->5->8->9->5->6->2->3->6->9

Utilização de 4 diagonais

Vasco Furtado disse...

Desculpem-me. Esqueci de dizer que tem que ser com quatro retas. seNao nao tinha graca, neh.

Carlos Eduardo disse...

123
456
789

Reta 1: Passando pelos pontos 6 e 8
Reta 2: Passando pelos pontos 1, 2 e 3
Reta 3: Passando pelos pontos 1, 5 e 9
Reta 4: Passando pelos pontos 1, 4 e 7

Vasco Furtado disse...

Carlos,
Nao pode tirar a caneta do papel. Se vc traçar de 6 a 8 como vai chegar no 1?

Anônimo disse...

carìssimo,futurista e artificialista do improvàvel,acho que independentemente de pontos e tumores,que só por vir de vc eh fantàstico,genialidade grupal eh conviver entre ciços de todas as diferenças e estilos,presidida por vossa ezcelência.

Leandro disse...

reta 1:passando da direita para a esquerda (<------)cortando os pontos 9,8 e 7

reta 2:subindo em diagonal da esquerda pra direita cortando os pontos 4 e 2

reta 3: descendo e cortando os pontos 3, 6 e 9

reta 4: subindo em diagonal(da direita para a esquerda) cortando os pontos 5 e 1