Siga-me no Twitter em @vascofurtado

terça-feira, 16 de setembro de 2008

O Acelerador de Partícula e A Computação em Grid

Muito bom que um assunto científico desperte forte interesse da população em geral. É esse o caso da inauguração do acelerador de partículas LHC (Large Hadron Collider) instalado na semana passada no CERN(Centro Europeu de Energia Nuclear). O LHC fará colidir partículas de prótons (cerca de 30 milhões de vezes por Segundo) que trafegarão em um tunel de circunferencia de 27 km nos subterrâneos de Genebra na Suiça. Todos os números do HLC são gigantescos. Não poderia ser diferente no que se refere ao lado da computação. LHC foi projetado para produzir um verdadeiro Tsunami de dados equivalente a um DVD (5GB) a cada segundo. A previsão é de que ao final de um ano se tenha gerado 15 Petabytes (15 milhões de gigabytes). Há um computador tão potente para armazenar e processar tudo isso? A resposta é não. A solução é fazer muitos computadores trabalharem juntos. Já mencionei esse efeito de um computador que não é único aqui. Pois bem, a computação em grade (grid computing) é a grande esperança para que se consiga ter acesso rápido e mesmo on line a dados volumosos como os que serão produzidos pelo HLC. Percebam que a intenção de se produzir todos esses dados não é para que um seleto grupo de cientistas dentro do CERN realizem suas análises e experiências. Esses dados deverão estar disponíveis para todo e qualquer cientista que tenha interesse em explorá-los em qualquer parte do mundo. Somente no CERN existem 100.000 dos mais rápidos computadores atuais ligados em rede com milhares de laboratórios de pesquisa espalhados no resto do mundo e ligados por fibras óticas por onde trafegam dados a 10 Gigabits por segundo. A idéia básica do sistema de grade é a de segmentar os dados em grandes pedaços e deixar que cada segmento seja processado por um grupo de computadores. Uma estratégia militar antiga para batalhas épicas: dividir para conquistar. O sistema Globus é o que será responsável por gerenciar essa segmentação, transferência e acesso dos dados de forma que para o usuário comum tudo isso seja transparente. Certamente um dos grandes desafios da computação.Aliás, não se trata de um desafio somente em relação a potência computacional, mas de segurança da informação. Nem bem o LHC começou a funcionar, hackers já invadiram o sistema de computação do CERN só para mostrar que eles são vulneráveis (veja detalhes aqui)

Um comentário:

INFORM4TICA disse...

Gosto muito dos artigos de ótima qualidade do seu Blog. Quando for possível dá uma passadinha para ver meu Curso de Informática à Distância. Antonio B Duarte Jr.