Siga-me no Twitter em @vascofurtado

terça-feira, 7 de dezembro de 2010

Meu Primeiro iPad


Estou usando um iPad há cerca de quinze dias. Comprei-o no Chile onde o preço é aproximadamente 30% mais baixo do que aqui. Minha primeira sensação não foi tão impactante como a que tive quando comecei a  usar o iPhone. Talvez porque não seja um usuário típico de Tablets como iPad. Esses equipamentos são fantásticos para navegar na Web, mas não tanto para produzir conteúdo. Produzo muito texto diariamente e essa atividade, decididamente, não é o ponto forte desse tipo de equipamento. Além disso, ainda não achei um bom editor de texto. Outro ponto negativo é o fato de que sites em flash (software da Adobe) não rodam no iPad. Já sabia que isso era assim no iPhone, mas no iPad essa limitação incomoda mais ainda.

Mas os pontos negativos não me fazem de todo desgostoso. Na verdade, com o uso e a descoberta de aplicativos diversos (quase sempre grátis), o entusiasmo com o iPad aumenta. A versão do DropBox (www.dropbox.com), por exemplo,  é muito boa. Permite o acesso aos arquivos que estão nos outros micros via um espaço compartilhado nas “nuvens” (armazenamento na web). O backup e recuperação de textos que tenho no iMac e no Macbook são naturais.

Versões do Twitter, Youtube e jornais diversos também já estão com suas apps no iPad. Agora o que mais gostei mesmo foi o FlipBoard. Com ele o acesso ao Twitter, Facebook e outros é feito de forma super amigável em um formato de revista digital. Vejam o vídeo abaixo para compreender melhor como ele funciona. É o tipo de aplicação que tem o tablet como nicho.

2 comentários:

Francisco G disse...

Interessante professor Vasco
O Sr sabe se existe previsão de termos o aparelho em português?
Um abraço,
Francisco
Do Rio de Janeiro

Vasco Furtado disse...

O sistema operacional configura para a lingua que desejar. Uso o meu em português