Siga-me no Twitter em @vascofurtado

quarta-feira, 4 de fevereiro de 2009

Paradoxos: Um é Igual a Dois?

A leitura do livro Labyrinths of Reason (Labirintos da razão) de William Poundstone é uma maravilhosa viagem ao mundo dos parodoxos. Dá-se o nome de paradoxo a um conjunto de afirmações (chamadas ainda de premissas) que normalmente levam a uma contradição muitas vezes recorrentes que chegam a desafiar a nossa intuição. Por terem essa característica desafiadora são normalmente irônicos e divertidos. Paradoxos aparecem muitas vezes sob a forma de falácias. Nesse caso há uma ou mais de uma premissa que embora aparentemente consistente, é falsa, mas que não é tão simplesmente percebida. Para aqueles que gostam de desafios, deixem-me descrever uma pequena prova para servir de exemplo de um paradoxo por falácia. Vou provar algo que todos nós concordamos que é falso : de que um é igual a dois (1=2).




Simples não? Onde está o erro? (ou será que um é igual a dois é verdadeiro?)
Espero a contribuição de vocês

3 comentários:

Bruno Aguiar disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Vasco Furtado disse...

Só para desafiar! parece que um é igual a dois. Ninguém consegue sugerir um erro na prova ao lado?!

Herrmann disse...

O erro é a simplificação, dividindo a equação por (x-x). Para essa operação ser válida, (x-x) teria que ser diferente de zero. Obviamente, isso não é possível, qualquer que seja o valor de x.