Siga-me no Twitter em @vascofurtado

segunda-feira, 26 de dezembro de 2011

Inovação na Fotosensores

Semana retrasada palestrei na empresa fotosensores atendendo a honroso convite de Eurico Filho. Falei sobre inovação em Tecnologia da Informação (TIC). Oportunidade ainda de vislumbrar parcerias e fazer balanços do que já estamos desenvolvendo em conjunto.

Não creio ter falado muita novidade para uma empresa que nasceu na universidade e tem a inovação em seu DNA, mas foi sem dúvida uma ótima oportunidade para trocar ideias com os que a compõe. Desde Baltazar, um dos sócios, passando por técnicos e convidados, o ambiente leve e descontraído foi preponderante.

Meu discurso foi basicamente o mesmo que tive quando da apresentação que fiz para a Câmara Setorial de Tecnologia da Informação na Agencia de Desenvolvimento do Ceará (ADECE). A grande diferença é que não posso mais dizer que não conheço empresas cearenses de TIC que tenham núcleo de inovação estabelecido com pelo menos um doutor fazendo parte do mesmo: a Fotosensores tem isso e pude conhecer in loco. Seguem abaixo as transparências usadas.


3 comentários:

Hildeberto Mendonça disse...

Gostei do "A Fazer: Repatriar Cearenses" :) Seria a solução a curto prazo mais barata e mais eficiente de todas. Essa turma motivada construiria um caminho sólido a longo prazo.

Vasco Furtado disse...

O CIencia sem fronteiras está aí para isso. Só não volta quem não quer. Já deu uma olhada?

Hildeberto Mendonça disse...

Oba! Eu pensei que esse programa só servia pra mandar gente pra fora. Devo ter me enganado ou eles reformularam o programa. Boa notícia de qualquer forma. Vou ler a respeito.

Obrigado